O que é o Pix e como ele pode contribuir com o seu dia a dia

Respondemos as seis principais dúvidas para que você entenda o que é o Pix e como ele funciona. Confira!
pix-tipsy

Certamente você já ouviu falar sobre uma nova modalidade de pagamento que chegou com tudo no último mês. Mas talvez ainda não esteja por dentro sobre o que é o Pix de fato, como ele funciona e, principalmente, que tipo de vantagens ele pode te trazer. 

Pensando nisso, reunimos as principais dúvidas sobre esse novo sistema que entrou em vigor no dia 16 de novembro e respondemos todas elas a seguir: 

O que é o Pix? 
O Pix foi criado pelo Banco Central e é a nova modalidade de pagamento brasileira, ou seja, ele substitui o TED, o DOC e as transferências entre contas de uma mesma instituição.

A grande vantagem desse novo sistema é que, além de ser rápido e seguro, você ainda pode utilizá-lo a qualquer horário ou dia – incluindo finais de semana, feriados e madrugada! 

O que é preciso para utilizar? 
Você precisa ter uma conta corrente, poupança ou pré-paga em uma instituição financeira ou de pagamento participante do Pix. Vale lembrar que, embora seja um sistema disponibilizado pelo Banco Central, as funcionalidades de cadastramento e transações devem ser feitas diretamente com o banco ou instituição em que deseja realizar o pagamento. 

Outro ponto importante sobre a utilização do Pix é que ela tem como objetivo facilitar a vida de todos. Por isso, apesar de ser possível realizá-lo presencialmente em bancos e lotéricas, a ideia é tê-lo sempre à mão, em seu smartphone. Nesse caso, basta acessar o seu internet banking ou o APP do seu banco para fazer a transação desejada. 

Por enquanto, é necessário, obrigatoriamente, ter acesso à internet para fazer um Pix, mas a expectativa ainda para 2021 é que uma funcionalidade seja lançada para a utilização em modo off-line. 

O que é uma chave Pix? 
Para receber um TED ou DOC é necessário fornecer uma série de informações, como o seu nome, CPF, o número da sua agência e conta bancária. Agora, com o Pix, tudo que você precisa é de uma chave, que é o apelido utilizado para identificar a sua conta. 

Essa chave pode ser o seu CPF, e-mail, número do seu celular ou ainda um código gerado pelo Banco Central para que não seja necessário fornecer qualquer informação pessoal. Se for utilizar o Pix em mais de uma instituição, você deve cadastrar uma chave diferente em cada conta.

Como fazer um Pix?

Você pode escolher duas formas distintas para fazer um Pix, e o QR Code é uma delas. Para utilizá-lo, basta ler o código com a câmera do seu smartphone na opção do Pix dentro do aplicativo da instituição financeira ou de pagamento que irá utilizar. 

A segunda opção é por meio da chave. Nesse caso, a única coisa que você precisa fazer é incluir no aplicativo o apelido da pessoa jurídica ou física para quem você irá fazer a transação, e pronto. Em poucos segundos ela irá receber o valor em sua conta. 

Pagamentos de qualquer tipo podem ser feitos por meio do Pix. Não há especificações de recebedor, bem ou serviço. Isso significa que com esse sistema, você pode pagar taxas, impostos, pessoas, compras e até utilizar no comércio eletrônico. 

Como receber um Pix? 
Da mesma forma que você pode fazer um Pix utilizando o QR Code ou chave, você também utilizará essas duas opções para receber transações ou pagamentos. No caso do QR Code, é possível gerá-lo diretamente no aplicativo da sua instituição financeira. Assim, que o pagador mirar o seu smartphone para o código e efetivar a transação, em poucos segundos o valor estará disponível em sua conta. 

Qual o valor cobrado para utilizar o Pix?
De forma geral, as pessoas físicas e os microempreendedores individuais (MEIs) não são tarifados para fazerem ou receberem um Pix. A cobrança é realizada somente caso a plataforma seja utilizada para receber por vendas ou prestação de serviços e quando o canal de atendimento presencial ou pessoal da instituição for acionado. 

Agora que você já sabe o que é o Pix, que tal conhecer também todas as facilidades que a Tipay pode lhe oferecer? Entre em contato com um de nossos especialistas e saiba mais! 

Compartilhe:

Twitter
Telegram
WhatsApp

Assine nossa newsletter

Para receber conteúdos exclusivos