Recibo de pagamento: por que e como emitir aos seus clientes?

recibo-tipay

O recibo de pagamento é muito importante para quem realiza negócios, seja junto a fornecedores ou clientes. Afinal, esse documento passa segurança e credibilidade, comprovando que o serviço ou mercadoria foi realmente pago e ajudando a manter a gestão financeira e contábil das empresas mais organizada. 

No momento em que estamos vivendo, com a praticidade de efetuar pagamentos e gerar boletos on-line, é muito importante que, principalmente, os profissionais liberais, autônomos e pessoas físicas que não emitem nota fiscal, não deixem de fornecer esse documento. 

Vale ressaltar que a entrega de recibos em transações é obrigatória desde 1994 no Brasil. Por isso, o comprovante deve ser fornecido no ato da venda do produto ou serviço e o recomendando é que sejam emitidas sempre duas vias: uma para a empresa e a outra para o cliente ou fornecedor. 

Outro ponto muito importante sobre o recibo de pagamento é que, diferentemente da nota fiscal, ele não serve como um comprovante de recolhimento de imposto. Ou seja, esse documento possui validade fiscal, porém somente para comprovar pagamentos e recebimentos. 

A nota fiscal, no entanto, não desvalida o comprovante e vice-versa. Sendo assim, mesmo para empresas que emitem NFs, o recomendado é que os dois documentos sejam emitidos, a nota fiscal para os fins tributários e o recibo para o controle financeiro interno. 

Modelo de recibo de pagamento 

Ao contrário do que muitas pessoas possam imaginar, criar um próprio recibo de pagamento não é algo difícil, no entanto, é preciso ficar atento a alguns pontos, senão, o documento pode não ser válido.  

Para evitar problemas, é importante que os recibos possuam ao menos as seguintes informações: 

– data do pagamento;  
– nome, endereço e CPF/CNPJ de quem recebeu o valor; 
– dados da pessoa ou empresa que realizou o pagamento; 
– descrição do pagamento: serviço prestado, produto vendido, quantidade fornecida número de parcelas; 
– valor recebido. 

Montamos dois modelos de recibo de pagamento para você utilizar:

Este é um modelo básico de recibo. Porém, é possível incluir também outras informações, de acordo com o que se pretende comprovar. Dados como profissão e estado civil, por exemplo, podem ser incluídos para reforçar a identificação das partes. 

O mais importante para se ter em mente é que, quanto mais detalhado for o recibo, mais esclarecedor ele se tornará no futuro, caso alguma dúvida seja levantada a respeito do pagamento. 

Além desta opção de criar um próprio recibo de pagamento do zero, existem também as alternativas de comprar um bloco pronto em uma papelaria ou ainda de utilizar um dos serviços oferecidos na internet para essa finalidade. 

Independentemente do modelo de recibo escolhido, é essencial dedicar uma atenção extra na hora do preenchimento desse documento. Afinal, qualquer informação errada pode invalidar esse comprovante. A dica é ficar atento e, antes de assinar, revisar todos os campos. 

Recibo emitido, preenchido e entregue ao cliente? Então, basta guardar a segunda via em segurança para caso seja necessário fazer alguma consulta futura, lembrando que a tecnologia é uma grande aliada para evitar problemas como perda ou deterioração. Por isso, fazer um backup em uma nuvem é sempre uma boa ideia. Assim, os documentos não correm o risco de vazar ou serem excluídos e podem ser facilmente localizados. 

Além de dar dicas sobre os recibos de pagamento, a Tipay também ajuda a sua empresa a realizar a cobrança de seus serviços e produtos sem burocracia. Baixe nosso APP e inclua mais essa facilidade no dia a dia da sua empresa. 

Compartilhe:

Twitter
Telegram
WhatsApp

Assine nossa newsletter

Para receber conteúdos exclusivos