Utilização de pagamentos digitais cresce 50% no Brasil

É oficial: os pagamentos digitais estão em alta no Brasil! Pesquisas divulgadas recentemente apontam que, entre maio de 2019 e abril de 2020, o volume de transações instantâneas cresceu 50% no país. 

Os canais digitais já são uma realidade para os brasileiros há alguns anos, porém, a pandemia do novo coronavírus contribuiu para que os pagamentos em tempo real se tornassem ainda mais populares, já que oferecem maior comodidade e que diversas agências bancárias fecharam nos últimos meses, forçando os clientes a buscarem por instituições que ofereçam soluções on-line. 

Os dados sobre o crescimento dos pagamentos digitais no Brasil foram divulgados pela empresa norte-americana FIS, que apresentou ainda outras informações importantes a respeito dessa modalidade de transação, que deve crescer ainda mais nos próximos meses com a chegada e popularização do PIX. 

Antes de as operações do novo sistema de pagamentos do Banco Central entrarem em vigor, o país apresentava uma média diária de 3,8 milhões de transações, o que resultava em uma movimentação de aproximadamente R$ 24,2 bilhões por dia. Porém, o esperado é que esse número cresça exponencialmente, colocando o Brasil, em breve, ao lado de países que já possuem as plataformas digitais consolidadas, como a Austrália, a China e, inclusive, a Índia – que, ao registrar 41 milhões de transações diárias, lidera o ranking dos pagamentos instantâneos em todo o mundo. 

Hábitos de consumo e usuários 

Dados divulgados pela pesquisa da FIS revelam também que 25% da população do Brasil já faz compras por meio das redes sociais e que 40% da população do país utiliza os meios de pagamentos digitais em transações rotineiras. 

Embora os jovens sejam os principais usuários das soluções on-line, outras gerações também já passaram a utilizar as carteiras digitais, inclusive o público sênior. Ao que tudo indica, mesmo com o fim das medidas de distanciamento social, o processo de digitalização financeira deve continuar em ascensão entre todas as faixas etárias, já que representa um meio seguro e fácil de fazer transações. 

O que as pesquisas apontam é que, até o final de 2020, os pagamentos digitais já eram utilizados por 37% da Geração Z (jovens entre 18 e 23 anos), 46% dos Millennials (24 aos 39 anos), 40% da Geração X (40 a 54 anos) e 35% dos Baby Boomers (55 a 73 anos). 

O dinheiro e os cartões de crédito ainda são as formas de pagamento mais utilizadas por todas as faixas etárias no Brasil. No entanto, o fato de as carteiras digitais estarem em alta demonstra que os consumidores estão atentos às tendências do mercado e, principalmente, que eles têm utilizado todos elas em favor da sua necessidade e comodidade. 

Compartilhe:

Twitter
Telegram
WhatsApp

Assine nossa newsletter

Para receber conteúdos exclusivos